Esta antena é muito simples de se fazer com um prato de alumínio e com menos de R$ 10,00 e em poucos minutos você já pode fazer ligações para onde desejar. (minha mãe procura o prato desaparecido hehe!)

Imagem 01

Imagem 01


Materiais:

  • Um prato de alumínio;
  • Um prato de plástico do mesmo diâmetro; [nota]
  • 50 cm de fio rígido 1,0 mm (um milímetro);
  • Um conector (tipo N-macho) de parabólica;
  • Uma rosca (tipo N-fêmea) de parabólica;
  • Parafusos ou rebite;
  • Braçadeira;
Ferramentas:
  • Alicate;
  • Faca;
  • Ferramenta pontuda;
  • Fita isolante;

Materiais adicionais:

  • Celular com entrada para antena;
  • Kit adaptador para o respectivo aparelho;
  • 10 metros de cabo de parabólica;

Ao trabalho!

Leia!

O conector mostrado nas fotos abaixo não é funcional e descobri um melhor, portanto utilize o que mostrarei no vídeo. É importante que você note que desde a primeira imagem até a última, houve mudanças, isso porque fiz algumas modificações e não vou tirar novas fotos, pois o site poderia cair nas pesquisas dos buscadores. Portanto, faça os mesmos passos, mas use o modelo de "oito" como mostrei na última imagem.

Projeto da antena no SketchUp


Baixar

Faça um furo no centro do prato com uma ferramenta pontuda de fora para dentro, ou seja, do fundo para dentro do prato de modo que enrosque o conector N-macho como mostra nas imagens.

Imagem 02

Imagem 03

Faça um “oito” com o fio rígido como mostra na imagem de modo que fique uma ponta de uns 2 cm para conecta-lo.

Imagem 04

Conecte-o no conector N-macho no centro do prato como nas imagens.

Imagem 05

Imagem 06

Conecte o “oito” ao prato, eu liguei-o com um fio fino no meio do oito e na rosca N-macho. Pode ser soldado, mas isso fica ao seu critério.



Imagem 07

Conecte o conector N-fêmea ao cabo e à rosca N-macho no fundo do prato. Mas note que liguei o kit adaptador diretamente, mas NÃO faça isso pois fiz apenas para teste.

Imagem 08

Com o prato de plástico tampe sua antena e prenda-o com os parafusos. Isso é importante para que seu vizinho invejoso não zombe de você ao ver aquele prato em cima de casa. Então faça melhor, coloque dois pratos para que ele não saiba do que se trata logo de cara. Note que em minha antena não é um prato de plástico como tampa. Mas não importa fiz com a tampa de um balbe que encontrei no lixo, já que eu não vou roubar outro prato de minha mãe. E ainda no embalo coloque a braçadeira.

Imagem 09

Ficará mais ou menos assim:

Imagem 10

Testando a antena:
Conecte o cabo ao kit adaptador e o kit ao celular como nas imagens.

Imagem 11

Imagem 12

Imagem 13



Imagem 14

Imagem 15

Imagem 16

Antena instalada no mastro:

Antena instalada em minha casa

DSC02701

Antena instala em minha casa

DSC02704

Conectando o cabo à antena



DSC02706

Conectando o cabo à antena

Note que coloquei outra tampa, isso porque demorei instalar a antena no mastro e me roubaram a tampa azul, deve ter sido o vizinho (kkkkkk). Azar de quem roubou, pois minha antena ficou mais bonita com essa tampa do depósito de feijão de minha mãe.

DSC02707

Antena instalada no mastro

DSC02709

Antena instalada no mastro

DSC02711

Antena instalada no mastro

como-fazer-antena-celular-rual-em-casa-prato-pegar-tim-claro-vivo-oi (14)

Antena instalada e matando os vizinhos de inveja

como-fazer-antena-celular-rual-em-casa-prato-pegar-tim-claro-vivo-oi (14)

Antena instalada e matando os vizinhos de inveja

como-fazer-antena-celular-rual-em-casa-prato-pegar-tim-claro-vivo-oi (14)

Antena instalada e matando os vizinhos de inveja

como-fazer-antena-celular-rual-em-casa-prato-pegar-tim-claro-vivo-oi (14)

Antena instalada e matando os vizinhos de inveja

Em seguida erga a antena e aponte a parte de plástico para uma a cidade mais próxima ou para algum lugar que você crer que seja direção de torres de celular.

Modelos de “8” sugeridos

Fio receptor do tipo “triangular”

Fio receptor do tipo “triangular”

Fio receptor do tipo “quadricular”

Fio receptor do tipo “quadricular”

Fio receptor do tipo “quadricular”

***Nota***
Leia sobre a outra antena de celular, a qual foi a primeira que fiz e apresentei aqui no Sem Sinal.